22/06 Spray de Pimenta

Relato recebido em 27 de junho.
por G.H.S.C.

Prezados, sou um dos belohorizontinos que sofreu repressão policial violenta.
O homem no vídeo do dia 22 que questiona a policia e é calado com um spray de pimenta logo antes da irrupção do ataque da PM sou eu.

Antes de iniciar meu depoimento segue o vídeo que circula na internet da repressão policial que sofri:
http://www.youtube.com/watch?v=eZHonpbTADo

Meu depoimento das ações policias que acompanhei de perto no dia 22/06:

Eu estava nas duas primeiras investidas policiais. A primeira foi de fato aparentemente repreensão àqueles que jogavam objetos.

A segunda foi uma descomunal investida. E NÃO houve nenhum tipo te ataque físico dos manifestantes, apenas ataque verbal. Exigíamos apontando dedos para o Choque que os mesmos abandonassem sua posição de defesa da Fifa e se voltassem a favor do povo. Quando a pressão psicológica que fazíamos foi vista por um policial (provavelmente de alta patente), que estava ao lado do Coronel Carvalho, o mesmo deu a volta por trás do Coronel e atacou a mim e a outros com Spray de pimenta. Imediatamente recuamos, quando recuávamos começou a cair milhares de bombas de gás lacrimogêneo. (http://www.youtube.com/watch?v=eZHonpbTADo) Todos viram as imagens desse momento que circularam pela mídia, a própria globo as passou (http://www.youtube.com/watch?v=k7rbJ9kTsFg ).
Nesse momento houve um caos tão gigantesco que pessoas que estavam longe do conflito e não queriam confusão foram atingidos, exatamente por isso houve uma correria desproporcional e nesse momento caiu um homem do viaduto. A polícia é diretamente responsável por essa vítima que muito provavelmente era um simples manifestante.

Quanto a UFMG, quando estava na linha de frente já observávamos a quantidade absurda de policiais das Forças Especiais dentro do Campus e quando retornei na confusão não sabia de onde vinham bombas, mas amigos meus que estavam lá foram categóricos: A polícia jogava desenfreadamente bombas do Campus.
Outra prova disso e que vale ressaltar é o vídeo do senhor atingido na cabeça, que claramente estava bem abaixo da linha da polícia na Abraão Caram, não estava nem perto do conflito, ele foi atingido na cabeça como o video mostra (http://www.youtube.com/watch?v=cysROmIPwc4). O Coronel Carvalho diz ser uma pedra, mas convenhamos não houve em nenhum lugar nenhuma menção a ataques aleatórios dentro das passeatas no Brasil (Os que houveram foram de cunhos políticos). Sugiro que pensemos que esse senhor é vitima ou do caos criado pela polícia ou de alguma bomba lançada pela mesma. Ouvi ainda de uma pessoa relativamente próxima a esse senhor que o corpo de delito afirmou que o ferimento teria sido causado por uma bomba de gás lacrimogêneo jogada em sua cabeça.

Espero ter ajudado com este depoimento. Continuo aberto a ajudar caso eu poça.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License